segunda-feira, 7 de janeiro de 2008

Todos os Hinos

Como todo país, o País Vasco tem seu hino. O que poucos Cruzmaltinos sabem é que o hino hoje entoado pelos estádios do mundo é o terceiro feito em sua História, sendo os outros dois pouco conhecidos. Vamos a eles:


Hino Triunfal do Vasco da Gama
(1918 - letra e música de Joaquim Barros Ferreira da Silva)

Composto antes mesmo do primeiro título carioca (conquistado em 1923), esta canção nos faz pensar nos primeiros Cruzmaltinos, que assim como nós já amavam, torciam, comemoravam e sofriam pelo Vasco - há mais de um século atrás! Seu estilo rebuscado procura beleza nas formas das palavras (da mesma maneira que o hino nacional brasileiro), utilizando um vocabulário nada popular. Assim como quase ninguém sabe o que significa “brado retumbante”, poucos tem idéia do que significa “Clangoroso apregoa, altaneiro”. Confira nessa gravação com um delicioso sotaque português:



Clangoroso apregoa, altaneiro
O clarim estridente da fama
Que dos clubes do Rio de Janeiro
O invencível é o Vasco da Gama
Se vitórias já tem no passado
Glorias mil há de ter no porvir
O seu nome é por nós adorado
Como estrela no céu a fulgir!

Refrão:
Avante então
Que pra vencer
Sem discussão
Basta querer
Lutar, lutar
Os vascaínos
De terra e mar
Os paladinos

É mundial
A sua fama
Vasco da Gama
Não tem rival
Mais uma glória
Vai conquistar
Lutar, lutar
Para a vitória

Sobre os peitos leais, vascaínos
Brilha a Cruz gloriosa de Malta
Corações varonis, leoninos
Que o amor pelo Vasco inda exalta.

Quando o Vasco em qualquer desafio
Lança em campo o seu grito de guerra
Invencível, nervoso arrepio
Faz tremer o rival e a terra!



Meu Pavilhão
(ano desconhecido - música de Ernani Corrêa e letra de João de Freitas)

Talvez buscando uma versão de mais fácil assimilação popular, um novo hino foi feito, não se sabe em que data exatamente. Além da mais curto, sua letra é menos rebuscada, o que não a impede de ser também bastante bonita. O detalhe interessante é que nesta gravação quem canta é o time campeão brasileiro de 1974.



Vasco da Gama evocas a grandeza
Daqui e d'além mar
Teu pavilhão refulge de beleza
Perene a tremular!

Dos braços rijos de teus filhos,
O mar sagrou-te na história!
Reflete pelos céus em forte brilho
O cetro que ostentas da vitória!

Na cancha és o pioneiro!
És o mais forte entre os mil!
Com a fama que ecoa no estrangeiro
Elevas o esporte do Brasil!



Hino do Vasco
(1949 – letra e música de Lamartine Babo)

Esta foi a versão que ganhou os corações Cruzmaltinos (já nasceu com motivos para ser cantada, pois o Vasco conquistou os Campeonatos Cariocas de 1949 e 1950) e é cantada até hoje. Talvez o motivo do sucesso seja o fato de seu compositor, Lamartine Babo, ter sido um dos maiores autores de marchinhas de carnaval de todos os tempos. Lamartine compôs também os hinos dos maiores rivais cariocas do Vasco – entre eles o seu América.



Vamos todos cantar de coração
A cruz de malta é o teu pendão
Tens o nome do heróico português
Vasco da Gama... tua fama assim se fez

Tua imensa torcida é bem feliz
Norte-Sul, Norte-Sul deste país
Tua estrela, na terra a brilhar
Ilumina o mar

No atletismo és um braço
No remo és imortal
No futebol és um traço
De união Brasil-Portugal



Um detalhe interessante é que a introdução instrumental foi baseada no hino nacional de Portugal. A melodia do verso “Heróis do mar, nobre povo” foi transformada nos acordes que atualmente dão início às comemorações dos títulos Cruzmaltinos.

Veja como os portugueses têm orgulho de seu hino, aqui cantado pela seleção de rugby no mundial de 2007, e comprove como Lamartine acertou em identificar essa relação do Vasco com suas origens.



fontes: site oficial do Vasco e netvasco

3 comentários:

almirante disse...

No futebol és um traço de união Brasil-Portugal! Quem dera os jogadores do Vasco cantassem o hino com essa emoção...

Diego Louzada disse...

Execelente texto, assim como os demais nessa breve história do Blog. Tambpem tenho um blog sobe o Vasco e gostaria, que desse uma olhada.
Um grande abraço e sds vascaínas
.../+/...

Rafael disse...

Uma sugestão: façam um post sobe SÃO JANUÁRIO.

Está muito bom o blog, parabéns.

Saudações.